Seja Bem Vindo

Este Blog foi criado com o objetivo de possibilitar uma maior interação entre minhas atividades e àqueles que por elas se interessarem.
Espero que gostem.
Antecipo meus agradecimentos e não esqueça de deixar seu comentário.
Sugestões pelo e-mail.
Obrigado pela visita.

sábado, 8 de novembro de 2014

Governo lança Fies para mestrado e doutorado A nova modalidade terá 31,6 mil potenciais beneficiários, matriculados em mais de 600 programas de pós-graduação de cerca de 170 instituições privadas

O ministro da Educação, Henrique Paim, anunciou, na terça-feira (1), a ampliação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para a pós-graduação. Ele informou que o sistema será aberto nesta semana para adesão das instituições privadas e, depois, para adesão dos estudantes. Em seguida, a inscrição manterá fluxo contínuo. “Existe uma demanda importante, principalmente de alunos de cursos de mestrado profissional”, observou o ministro.
Ele disse que o financiamento já estava previsto há algum tempo e que, durante o período, houve definições para a nova modalidade, incluindo a integração entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), agente operador do Fies.
O presidente da Capes, Jorge Almeida Guimarães, lembrou que a iniciativa atende a uma demanda antiga das instituições não públicas. “É um passo importante para que os estudantes matriculados nos cursos de mestrado e doutorado dessas instituições se candidatem ao financiamento. Este é mais um avanço na reconhecida pós-graduação brasileira.”
Para Jorge Guimarães, a iniciativa deverá ampliar a apresentação de propostas de pós-graduação stricto sensu dessas instituições à Capes e estimulará, também, a expansão de cursos de mestrado profissional, pois os estudantes dessa modalidade serão contemplados igualmente como os matriculados em mestrados e doutorados acadêmicos.
Fies - A possibilidade de financiamento para os cursos não gratuitos de mestrado acadêmico e profissional e de doutorado foi introduzida pela Lei nº 11.552/2007, que alterou a Lei do Fies (Lei nº 10.260/2001), condicionado, entretanto, à disponibilidade financeira do fundo. A partir de agora, as instituições mantenedoras com cursos recomendados pela Capes poderão aderir ao Fies da Pós-graduação. A portaria que regulamenta a adesão das mantenedoras foi assinada pelo ministro durante a cerimônia.
A nova modalidade do Fies terá 31,6 mil potenciais beneficiários, matriculados em mais de 600 programas de pós-graduação stricto sensu ofertados por cerca de 170 instituições privadas. O Fies da Pós-graduação não atenderá cursos de especialização (lato sensu) nem cursos de ensino a distância. Alunos já contemplados com bolsas da Capes pelo Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições de Ensino Particulares (Prosup) não poderão solicitar o financiamento.

Da Redação da Agência PT, com informações da Agência Brasil
Fonte: http://www.pt.org.br/

domingo, 2 de novembro de 2014

UFPA divulga edital do vestibular 2015

á está disponível no site do Centro de Processos Seletivos da Universidade Federal do Pará (Ceps/UFPA) o edital do Processo Seletivo 2015 (PS 2015) da Instituição. O documento dita as regras para a oferta das 6.698 vagas de 164 cursos de graduação que estão disponíveis para o próximo ano. As inscrições para o PS 2015 acontecem de 4 a 20 de novembro no site do Ceps.
Assim como no ano passado, 80% das vagas (5.487) serão preenchidas por meio do vestibular anual e os 20% restante (1.211) serão preenchidos por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), em edital próprio. O que significa que os candidatos podem disputar vagas em ambos os processos seletivos.
Além disso, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que estão marcadas para os dias 8 e 9 de novembro, equivalem a única etapa de seleção para o ingresso na UFPA. A exceção são os candidatos aos cursos de Artes Visuais, Dança, Música e Teatro, os quais precisam passar por Exames de Habilidades, já agendados para o dia 14 de dezembro.
Inscrição e isenção – As inscrições para o PS 2015 acontecem unicamente pelo endereço eletrônico do Ceps e apenas quem se inscreveu no Enem poderá participar. Por outro lado, estar inscrito no Enem não garante aos candidatos inscrição automática na federal paraense. É preciso que os estudantes que desejam ingressar na UFPA preencham o sistema de inscrição no site do Ceps.
“Recomendamos que os candidatos observem com atenção os dados fornecidos no momento da inscrição, em especial o número de CPF e o número de inscrição no Enem. Isso porque usamos estas informações para obter as notas dos candidatos no Enem. Se ocorrerem erros em relação a estes dados, o candidato não constará como inscrito no nosso Processo Seletivo”, detalha  a diretora do Ceps, Marilucia Oliveira.
De acordo com a legislação vigente, todos os estudantes oriundos de escola  pública ou os que cursaram todo o ensino médio em escolas privadas, na condição de bolsistas, estão isentos da taxa de inscrição, que custa R$ 25,00.
Cotas – No ato da inscrição, os candidatos também precisam indicar em que condições desejam concorrer às vagas, ou seja, se desejam participar do Sistema de Cotas. Os percentuais de reserva de vagas foram mantidos.
Tanto na seleção via Enem quanto na seleção via Sisu, a reserva de vagas garante que 50% das oportunidades ofertadas a cada ano sejam reservadas a estudantes que cursaram todo o ensino médio na rede pública de ensino (cota escola). Dentro deste grupo, cerca de 40% das vagas são destinadas para candidatos da rede pública que se autodeclaram negros, pardos ou indígenas (cota escola pretos, pardos e índios).
Sendo que a 25% das vagas destes dois tipos de cotas são reservadas a cota renda, ou seja, específicas para quem cursou o ensino médio na rede pública e afirma ter renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo (cota escola - renda) ou que estudou o ensino médio na rede pública; se autodeclara negro, pardo ou indígena; e afirma ter renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo (cota pretos, pardos e índios - renda).
Para o PS 2015, há 2.745 vagas ofertadas pelo sistema de cotas sendo: 179 vagas para a cota pretos, pardos e índios – renda; 367 para a cota escola renda; 999 para a cota pretos, pardos e índios; e 1.200 para a cota escola; além das 2.742 vagas que não são reservadas ao sistema de cotas.
Novos cursos e número de vagas – Se somadas, as vagas ofertadas pelo PS 2015 (5.487), pelo SISU 2015 (1.211), pelos Processos Seletivos Especiais (1.035) e pelos Processos Seletivos á Mobilidade Interna (Mobin) e Externa (Mobex) - 774 -, ao todo, a Instituição abre 8.507 oportunidades de ingresso no ensino superior público em 2015. Ou seja, 244 vagas a mais que as 8.263 ofertadas para 2014.
Já entre os 164 cursos ofertados, há cinco que aparecem pela primeira vez no Processo Seletivo Anual da UFPA (PS). São eles: Ciência e Tecnologia, Engenharia de Materiais e Tecnologia de Geoprocessamento, ofertados no campus de Ananindeua; Engenharia Ferroviária e Logística, ofertado em Belém; e Engenharia de Exploração e Produção de Petróleo, ofertado no Campus de Salinópolis.
A pró-reitora de Ensino de Graduação da UFPA (Proeg), Lúcia Harada, explica que a Universidade têm se empenhado para a melhoria contínua dos cursos, pelo aumento do número de opções de graduações disponíveis e pelo aumento de oferta de vagas nos já existentes.
“Para 2015, temos a ampliação de, aproximadamente, 240 novas vagas na UFPA e a oferta de dois cursos inéditos na região norte: Engenharia de Exploração e Produção em Petróleo e Tecnologia de Geoprocessamento. Com a criação, em 2013, dos dois novos campi, Ananindeua e Salinópolis, e os planos de expansão nos campi de Altamira e Tucuruí, novos cursos estão sendo previstos para serem ofertados nos próximos dois anos”, adianta a pró-reitora.
A expectativa da Universidade é que o número de inscritos no PS deste ano seja, pelo menos, 30% superior ao do ano passado, quando mais de 134 mil estudantes se inscreveram na UFPA.
“Isso porque mais de 433 mil estudantes paraenses se inscreveram no Enem este ano. Cem mil a mais que os 330.030 que se inscreveram em 2013. Se no Pará, o aumento de inscritos é de 31,46% e na região norte o percentual de inscrições aumentou 27,36%, em relação a 2013, provavelmente também refletiremos este aumento”, estima  o assessor da Proeg, Mauro Magalhães.
Serviço:
Edital do Processo Seletivo 2015 da UFPA (PS 2015)
Período: 4 a 20 de novembro
Local: Site do CEPSTaxa de Inscrição: R$ 25,00
Prazo de Pagamento da taxa de inscrição: Até o dia 21 de novembro.
Informações: (91) 3201.7266 / 3201.8386 / 3201.8387 ou na página do concurso.
Texto: Glauce Monteiro – Assessoria de Comunicação da UFPA (Fonte: http://www.ceps.ufpa.br/index.php/processo-seletivo-especial/214-ps-2015)