Seja Bem Vindo

Este Blog foi criado com o objetivo de possibilitar uma maior interação entre minhas atividades e àqueles que por elas se interessarem.
Espero que gostem.
Antecipo meus agradecimentos e não esqueça de deixar seu comentário.
Sugestões pelo e-mail.
Obrigado pela visita.

sábado, 24 de novembro de 2012

Prefeitura de Bragança convoca candidatos aprovados em concurso

A prefeitura municipal de Bragança convoca candidatos aprovados em concursos publico para o cargo de Guarda Municipal, Guarda municipal - Inspetor e Agente de Trânsito.
Relação dos convocados
CANDIDATOS GUARDA MUNICIPAL

1. RAFAEL FERREIRA DOS REIS
2. FABINE ELEN SILVA SOUSA
3. RAMON WAGNER TORRES PENA
4. EVANDRO DA SILVA MATOS

5. NILDO JOSE BORGENS RODRIGUES
6. ALEXANDRE CARLOS DA SILVA CRUZ
7. EDUARDO SILENO NUNES CARDOSO
8. LUIS ELAN FEITOZA DAMASCENO
9. JULIANA LETICIA DE SOUSA QUADROS
10. JOAO PAULO DOS SANTOS LISBOA
11. BRAZ NICACIO GUIMARAES MELO
12. IVANILDO PEREIRA GOMES
13. VALDECI BORGES DE BRITO
14. MARCIA DE OLIVEIRA RIBEIRO
15. JOSE LUCCAS VASCONCELOS SILVA
16. BRUNO TAVARES RIBEIRO
17. TAYANA DA SILVEIRA PEREIRA


CANDIDATOS GUARDA MUNICIPAL-INSPETOR

1. MELINA DE FATIMA AVIZ DA SILVA
2. FABIOLA REGINE LIMA E LIMA
3. UBIRANILSON SANTOS DE OLIVEIRA


CANDIDATOS AGENTE DE TRÂNSITO

1. MOACIR LEITE NETO
2. MARCIO ROBERTO QUEIROZ MACIEL DA SILVEIRA
3. ARIONILDO FERREIRA COSTA
4. FRANCISCO ROGERIO DE OLIVEIRA MOURA
5. MARCIO LEONARDO GOMES DE SOUSA
6. CARLOS AUGUSTO MAIA BORGES
7. ELINESIO MENDES DE SOUSA
8. JOSE WILKER MOREIRA BEZERR

Edital de convocação disponível em http://braganca.pa.gov.br/site/images/stories/2012/edital_gm_demutran.pdf

RELAÇÃO DE CANDIDATOS APROVADOS SEGUNDO RESULTADO FINAL DO CONCURSO DIVULGADO PELO INSTITUTO VICENTE NELSON
OS CANDITADOS EM NEGRITO FORAM CONVOCADOS.

GUARDA MUNICIPAL

1 107.694 RAFAEL FERREIRA DOS REIS 08/02/2011 60,00 30,00 20,00 4,00 6,00 0,00 30 60,00Aprovado
2 105.340 FABINE ELEN SILVA SOUSA 31/10/1991 59,00 27,50 22,00 2,00 7,50 0,00 29 59,00Aprovado
3 102.337 RAMON WAGNER TORRES PENA 25/12/1984 59,00 25,00 24,00 4,00 6,00 0,00 30 59,00Aprovado
4 110.282 EVANDRO DA SILVA MATOS 23/01/1978 57,50 27,50 22,00 2,00 6,00 0,00 28 57,50Aprovado
5 116.649 NILDO JOSE BORGENS RODRIGUES 05/04/1986 57,50 27,50 22,00 2,00 6,00 0,00 28 57,50Aprovado
6 108.213 IOLANDA MARIA MARTINS DA SILVA 15/07/1972 57,00 27,50 20,00 5,00 4,50 0,00 29 57,00Aprovado
7 117.077 ALEXANDRE CARLOS DA SILVA CRUZ 11/08/1987 56,00 30,00 20,00 3,00 3,00 0,00 27 56,00Aprovado
8 106.204 EDUARDO SILENO NUNES CARDOSO 05/06/1990 56,00 30,00 18,00 2,00 6,00 0,00 27 56,00Aprovado

9 101.705 LUIS ELAN FEITOZA DAMASCENO 10/09/1989 55,50 25,00 20,00 3,00 7,50 0,00 28 55,50Aprovado
10 119.061 JULIANA LETICIA DE SOUSA QUADROS 19/11/1992 55,00 22,50 22,00 3,00 7,50 0,00 28 55,00Aprovado
11 110.554 JOAO PAULO DOS SANTOS LISBOA 24/06/1980 54,50 22,50 22,00 4,00 6,00 0,00 28 54,50Aprovado
12 101.546 BRAZ NICACIO GUIMARAES MELO 26/01/2011 53,50 27,50 16,00 4,00 6,00 0,00 27 53,50Aprovado
13 112.690 ANTONIO GAMA MEIRELES FIFHO 16/02/2011 53,00 27,50 18,00 3,00 4,50 0,00 26 53,00Aprovado
14 116.468 IVANILDO PEREIRA GOMES 22/09/1984 53,00 25,00 18,00 4,00 6,00 0,00 27 53,00Aprovado
15 122.215 DIEGO MELO CORREA 23/10/1988 52,00 30,00 14,00 2,00 6,00 0,00 25 52,00Aprovado
16 107.763 VALDECI BORGES DE BRITO 21/04/1986 51,50 27,50 16,00 2,00 6,00 0,00 25 51,50Aprovado
17 107.648 MARCIA DE OLIVEIRA RIBEIRO 27/10/1989 51,50 25,00 20,00 2,00 4,50 0,00 25 51,50Aprovado
18 106.201 JOSE LUCCAS VASCONCELOS SILVA 19/03/1991 51,00 30,00 12,00 3,00 6,00 0,00 25 51,00Aprovado
19 111.942 BRUNO TAVARES RIBEIRO 04/04/1992 50,50 27,50 14,00 3,00 6,00 0,00 25 50,50Aprovado
20 114.506 TAYANA DA SILVEIRA PEREIRA 03/12/1991 50,50 20,00 20,00 3,00 7,50 0,00 26 50,50Aprovado

GUARDA MUNICIPAL - INSPETOR

1 120.102 MELINA DE FATIMA AVIZ DA SILVA 24/09/2011 47,00 22,00 13,00 6,00 2,00 4,00 0,00 36 47,00Aprovado
2 111.196 FABIOLA REGINE LIMA E LIMA 30/03/1985 47,00 20,00 14,00 6,00 4,00 3,00 0,00 37 47,00Aprovado
3 117.640 UBIRANILSON SANTOS DE OLIVEIRA 03/02/1988 46,00 18,00 16,00 8,00 2,00 2,00 0,00 37 46,00Aprovado


AGENTE DE TRÂNSITO

1 121.158 MOACIR LEITE NETO 26/02/1988 57,50 27,50 20,00 4,00 6,00 0,00 29 57,50Aprovado
2 119.874 JOSE DOS SANTOS FARIAS 21/11/1971 57,00 27,50 20,00 5,00 4,50 0,00 29 57,00Aprovado
3 112.060 MARCIO ROBERTO QUEIROZ MACIEL DA SILVEIRA 27/04/1980 54,50 20,00 24,00 3,00 7,50 0,00 28 54,50Aprovado
4 103.229 RENATA CRISTINA RODRIGUES PALHETA 13/08/1977 53,50 25,00 20,00 4,00 4,50 0,00 27 53,50Aprovado
5 118.850 ARIONILDO FERREIRA COSTA 11/03/1979 53,00 27,50 16,00 2,00 7,50 0,00 26 53,00Aprovado
6 121.290 WALBERT CLAUDIO PIMENTEL DOS SANTOS 04/11/1972 52,00 22,50 20,00 5,00 4,50 0,00 27 52,00Classificado
7 110.828 FRANCISCO ROGERIO DE OLIVEIRA MOURA 20/05/1984 51,50 25,00 18,00 4,00 4,50 0,00 26 51,50Classificado
8 115.749 MARCIO LEONARDO GOMES DE SOUSA 24/05/1987 51,00 27,50 12,00 4,00 7,50 0,00 26 51,00Classificado
9 103.231 ANDERSON PINHEIRO DE ALMEIDA 02/11/1973 50,00 27,50 14,00 4,00 4,50 0,00 25 50,00Classificado

10 101.764 CARLOS AUGUSTO MAIA BORGES 11/05/1990 50,00 22,50 20,00 3,00 4,50 0,00 25 50,00Classificado
11 111.054 ELINESIO MENDES DE SOUSA 31/01/1980 49,50 20,00 20,00 5,00 4,50 0,00 26 49,50Classificado
12 110.472 JOSE WILKER MOREIRA BEZERRA 24/08/1985 49,00 25,00 16,00 2,00 6,00 0,00 24 49,00Classificado



EDITAL FINAL DO CONCURSO DISPONÍVEL EM 
http://ivin.com.br/novo/webroot/file/con_arquivos/resultado-final-braganca-20110517102823.PDF







quarta-feira, 13 de junho de 2012

Edição especial sobre a Rio+20


A Revista Brasilis preparou uma edição especial sobre a Rio+20 . Todas as matérias tratam de temas relativos à Conferência. A publicação traz, além de textos, vídeos, áudios, galerias de fotos e infográficos.
A Revista Brasilis é o informativo digital do Portal Brasil. Um espaço para quem busca conhecer melhor aspectos da cultura, da economia, da história e outros setores da vida do País.
Por ser online e utilizar-se de vários elementos interativos, a revista permite ao internauta aprofundar os conhecimentos sobre os assuntos tratados com navegação leve e agradável.




terça-feira, 24 de abril de 2012

sábado, 21 de abril de 2012

Bragança no quadro Dança da Galera, do Domingão do Faustão


O município de Bragança - Pará estará representado a região Norte do Brasil no quadro Dança da Galera, do Domingão do Faustão. A competição conta com seis municípios e a cada domingo dois deles disputam o prêmio de 100 mil reais que será aplicado em projetos sociais no município, sob a coordenação da Pastoral da Criança local. A Dança da Galera consiste numa dança coletiva com mais de 1000 participantes onde todos dançam uma coreografia ensaiada em menos de uma semana. 
Bragança foi escolhida entre todas as cidades do norte do Brasil e estará nos representado neste domingo, 22-04. A votação se inicia logo assim que as coreografias forem mostrada no programa. Você pode votar por telefone, internet, e SMS. Não deixe  de participar e dar este grande presente a nossa cidade que no ano que vem estará completando 400 anos de história. 

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Especialistas: tecnologia nas escolas depende de mais conteúdo

Especialistas concordam que o sucesso do uso das tecnologias em educação não depende apenas da plataforma utilizada, mas sim da forma como a escola irá inserir essas ferramentas no aprendizado e também dos conteúdos digitais disponíveis.

Depois de prefeituras e governos estaduais receberem ou adquirirem cerca de 574 mil laptops por meio do Programa Um Computador por Aluno (UCA), o Ministério da Educação (MEC) acena com a possibilidade de inserir os tablets nas salas de aulas das escolas públicas brasileiras. Especialistas concordam que o sucesso do uso das tecnologias em educação não depende apenas da plataforma utilizada, mas sim da forma como a escola irá inserir essas ferramentas no aprendizado e também dos conteúdos digitais disponíveis.
A diretora da Fundação Pensamento Digital, Marta Voeclker, aponta que a escola pode "mudar de paradigma" a partir da tecnologia. Ela ressalta que o uso das máquinas - seja um computador, laptop ou tablet - pode transformar a lógica do aprendizado. Alunos deixam de ser meros "recebedores" de conteúdo e podem evoluir para autores. "A tecnologia nos ajuda a sair de uma educação por instrução e memorização para uma educação de construção e colaboração. Umatecnologia que a criança use a imagem, escreva e formalize ali seu entendimento. Se tenta mudar a escola há 100 anos e a tecnologia vem ajudar nisso", explica.
Sob esse ponto de vista, Marta defende que o "hardware" não importa tanto. O essencial é ter à disposição ferramentas que possibilitem um uso educacional de laptops e tablets para que as máquinas não sejam meros reprodutores dos conteúdos que já estão nos livros didáticos. "A escola vai aos poucos se tornando digital, os professores estão fazendo blogs, a gente se apropria das redes sociais, mas não há algo pensado para a escola que precisa de uma transição para a época digital", aponta.
A especialista no uso das tecnologias da educação ressalta, entretanto, que essa transição da escola analógica para a digital precisar ser feita aos poucos. Leva tempo e exige uma reflexão da sociedade a respeito do que se espera da escola. "Quando o educador começa a trabalhar esses projetos chega um momento que o sistema não reconhece o que ele está fazendo. Isso está acontecendo em todo o mundo. No Brasil nós temos um ambiente mais propício à mudança, até do ponto de vista da legislação. Mas é uma mudança grande porque aí chegam as avaliações que hoje ainda se baseiam muito na memorização", diz Marta. "O que precisava é de um pensamento estratégico dentro do governo para pensar esse assunto a longo prazo", completa.
Para Ilona Becskeházy, diretora da Fundação Lemann, a primeira e principal estratégia é buscar conteúdos pedagógicos que possam ser acessados por meio dos equipamentos. "Se você não selecionar conteúdo de alto padrão, tanto faz se é papel, lousa, ou tablet. E isso a gente não faz no Brasil. A lógica deveria ser: primeiro você busca o conteúdo e depois você procura como é a melhor maneira de distribui-lo. Se ele for bom pode ser até um mimeógrafo", critica.
Em 2012, pela primeira vez, o edital publicado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a compra dos livros didáticos que são distribuídos às escolas públicas do País inclui os chamados "objetos educacionais complementares aos livros didáticos". Isso significa que as editoras poderão apresentar conteúdos em formato digital que, se aprovados, poderão ser adquiridos pelo governo para uso na rede pública.
Fonte: terra.com.br

Educação dos filhos começa pelo respeito aos pais e professores

Pais que não impõe limites podem prejudicar o desenvolvimento da criança

Outro dia estava visitando uma escola que iniciava seu ano letivo. Havia várias crianças bem pequenas em adaptação. Algumas mães choravam, outras pareciam inquietas, outras irritadas. As crianças ora choravam, ora mostravam interesse e curiosidade. Uma situação bastante inquietante. Aos poucos, cada um era levado para sua sala, acompanhado pela professora, "a tia", e os amiguinhos. Porém, a curiosidade, nem sempre, suplantava a insegurança de deixar para trás o aconchego conhecido para desbravar um novo território. No olhar de cada mãe e de cada criança havia um quase "pedido de socorro". As mães pareciam estar fazendo algo imperdoável com seus filhos.

O primeiro dia de escola na vida da criança e da sua família é algo a ser celebrado, assim como o engatinhar, o caminhar e tantas outras conquistas. Entretanto, para algumas mães, é um momento de muita ambivalência, principalmente quando os pequenos são bem pequenos, por volta dos dois anos. As mães entendem que ir à escola é uma necessidade não só delas, mas dos seus filhos, porém alimentam a idéia da necessidade de controle sobre o desenvolvimento e o crescimento, e nem sempre se adequam com rapidez às mudanças inerentes ao desenvolvimento do seu filho, inclusive, encarando como um grande privilégio o acesso dos seus filhos a outra parte do processo educativo, agora fora de casa. 
"Como dar o melhor aos filhos se você não faz o melhor na relação com o ambiente, com o professor, com a escola e com todos que estão inseridos no dia a dia do processo de educação?"
Voltando à cena anterior, enquanto eu passeava pela escola, observei que duas mães estavam dentro da sala de aula, achei estranho. Enfim, imaginei que para algumas crianças ou, melhor, para algumas mães, a situação havia se complicado mais. Continuei observando. Para minha surpresa, as duas mães, ora "papeavam" entre si, ora uma delas falava ao celular. A professora, muito nova, não sabia o que fazer e as crianças se agitavam. Até que num dado momento, não bastasse o desrespeito de falar ao telefone numa sala de aula, uma das mães começa a interferir nas ações da professora, sugerindo como devia agir com as crianças. Pensei: como é possível qualquer profissional, principalmente em educação, trabalhar de maneira autônoma nessa situação? Como uma mãe se vê com tanta autoridade? Dessa maneira nenhuma criança consegue aderir ao processo educacional escolar. A adaptação se tornará mais difícil e demorada!
Para completar, uma das mães reclama da escola e ameaça não voltar. Claro, estou relatando uma exceção, felizmente! De qualquer maneira, isto nos dá a idéia do que assistimos todos os dias: crianças e jovens com uma imensa dificuldade para crescer, assumir as responsabilidades próprias da sua idade, respeitar as hierarquias e seguir numa trajetória em que pai e mãe podem estar ao lado, não a frente, nem atrás. Além disso, fica mais que provado que educação ocorre por meio de atitudes coerentes, "faça o que digo e faça o que faço", por parte daqueles que são os responsáveis pela criança e pelo jovem. A velha e conhecida fórmula: exemplo.
Talvez por esta e outras razões, as famílias busquem parceiros e orientadores para o processo educacional dos seus filhos. As estantes das livrarias estão cada vez mais abarrotadas de livros sobre educação infantil. Entretanto há algo que não se pode ensinar por meio da teoria: a atitude de respeito para com o mundo que cerca cada família.
Os exemplos que trouxe são rápidas ilustrações do que chamo de atitude de respeito por aqueles que são fundamentais na educação das crianças: professores. Quando os adultos que cuidam das crianças não conseguem exercitar o respeito no seu dia-a-dia, dificilmente, poderá se esperar delas atitudes de respeito em relação aos adultos.

Fonte: minhavida.uol.com.br

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012