Seja Bem Vindo

Este Blog foi criado com o objetivo de possibilitar uma maior interação entre minhas atividades e àqueles que por elas se interessarem.
Espero que gostem.
Antecipo meus agradecimentos e não esqueça de deixar seu comentário.
Sugestões pelo e-mail.
Obrigado pela visita.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Roberto Marinho está vivo !

Na eleição de 1989, a TV Globo manipulou o debate entre Lula X Collor, para detonar Lula e favorecer Collor.


No telejornal da hora do almoço, haviam feito uma edição equilibrada. Para o Jornal Nacional, houve instruções para mudar tudo e detonaram Lula. Escolheram os piores momentos de Lula e os melhores de Collor. Ainda publicaram pesquisas por telefone dizendo que Collor havia vencido. Por fim colocaram Alexandre Garcia, com um cínico editorial. Foi campanha explícita para Collor.


Hoje, no telejornal do almoço, mostrou apenas cenas do debate de ontem sem exibir trechos de nenhum candidato. Mostraram apenas a entrevista de todos depois do debate.


Será que vão mudar tudo no Jornal Nacional, para detonar Dilma e valorizar Serra e Marina, como fizeram em 1989?


Em tempo: Hoje a lei é mais rígida, e as reportagens tem que dar o mesmo tempo para todos os candidatos. Pesquisas telefônicas como aquelas não pode. Só as pesquisas registradas no TSE.


E acho que as candidaturas exigem da TV Globo que assine compromisso de não veicular trechos dos debates nos telejornais. A conferir.




Chalita foi vítima de baixaria na internet

Publicado em 05/10/2010

Chalita rompeu com Serra e sofreu o mesmo ataque que a Dilma sofreu

No programa Entrevista Record Atualidades, que vai ao ar hoje, às 22h na Record News, Gabriel Chalita, eleito deputado federal pelo PSB de São Paulo, com 560 mil votos, conta fato estarrecedor.

Nos últimos dias de campanha, ele foi perseguido por uma enxurrada de e-mails difamatórios, que o associavam à defesa indiscriminada do aborto.

Uma campanha similar à que foi diriga contra Dilma Rousseff.

Dilma e Chalita apoiam o que diz a Lei: o aborto só é permitido em caso de estupro ou quando a grávida corre risco de vida.

Chalita teve que retirar do YouTube um vídeo falso que dublava a voz dele num diálogo com Marta Sulpicy, e que ele falsamente defendia o aborto.

É bom lembrar que Chalita foi Secretário de Educação do Governo Geraldo Alckmin e rompeu com o PSDB por causa de José Serra, conhecido também como Zé Baixaria.

Em tempo: Chalita é católico e professor de uma universidade protestante, o Mackenzie.


Paulo Henrique Amorim