Seja Bem Vindo

Este Blog foi criado com o objetivo de possibilitar uma maior interação entre minhas atividades e àqueles que por elas se interessarem.
Espero que gostem.
Antecipo meus agradecimentos e não esqueça de deixar seu comentário.
Sugestões pelo e-mail.
Obrigado pela visita.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Amarrando as idéias


A criação das novas tecnologias na sociedade atual oferece novas possibilidades de expressão e comunicação e isto é algo que não podemos mais evitar, e temos que aprender a usá-las, e essa preparação dos educadores é um dos grandes desafios da educação dos dias de hoje.
As tecnologias digitais já estão fazendo parte do cotidiano de algumas escolas, e muitas delas dispõem de pessoal capacitado para lidar com essas diferentes tecnologias, como é o caso dos profissionais foram preparados pelo ProInfo, TV Escola, etc. O problema é que essas tecnologias e esses profissionais não se integram e,por conseguinte,vivem e atuam em um mundo diferente. Em grande parte estas tecnologias não estão incorporadas as práticas pedagógicas das diferentes disciplinas, ainda acontecendo como apenas um complemento do que acontece na sala de aula.
A integração das tecnologias e dos professores devem ser incentivada e fomentada através de atividades de formação que procurem trabalhar de forma mais consciente essa integração.
Outro ponto a considerar neste contexto é que as tecnologias colocam à disposição dos alunos certos conteúdos que estariam inalcançáveis na sala de aula, nas nossas exposições ou nos modos explicativos que desenvolvemos.
Não dá mais para continuar insistindo na tradicional didática do transmissor-receptor, pois ela tem se mostrado inútil atualmente.
É necessário transpormos as fronteiras do quadro-negro,daquele professor que fala aos alunos de um trabalho como se os alunos assimilassem suas idéias de maneira uniforme e instantânea. Temos que estar atentos e levar à sala de aula os recursos que nossos alunos já conhecem e que se bem utilizados podem prestar bons serviços à educação

Mídias e o contexto da escola

Acho que muitas escolas públicas ainda não estão preparadas para o uso das mídias no contexto educacional. E não me refiro apenas à informática/internet. Muitas escolas há tempos receberam o Kit TV Escola, o já ultrapassado vídeo cassete e mais recentemente o dvd e este estão esquecidos ou sendo subutilizados. É certo que em determinados casos nos faltam programas formativos para o uso destes recursos, e, além disso, ainda temos uma forte resistência dos professores em “adequar-se” as mudanças do mundo atual.
Usar novas mídias no contexto escolar é fundamental, pois em determinados lugares por esse Brasil afora é a escola que pode permitir esse acesso a uma grande parcela da população, especialmente a população de baixa renda.
Um professor que domine o uso pedagógico das mídias não só permite ao aluno este acesso como acaba tornando sua pratica em sala de aula mais dinâmica e produtiva

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Por onde começar as mudanças

Com a chegada das novas tecnologias nas escolas podemos considerar que algumas “rotinas” dos ambientes escolares começaram a passara por mudanças. A velha tecnologia do “giz, lousa e saliva” passaram a dividir espaço com os novos recursos áudios-visuais, e por conta desta realidade, um grupo significativo de professores passou a se autodeclarar “modernos” e “inovadores” sem, contudo, muitas vezes, utilizarem novas dinâmicas desprovidas de qualquer referencial teórico e metodológico, sem nenhum objetivo pedagógico.
Sabemos de realidades onde ouso de filmes (com tv, vídeo-cassete, ou dvd) são meramente recursos usados para preencher o tempo das aulas.
Depois do advento da informática, primeiramente chegando aos setores administrativos das escolas, vislumbrou-se uma verdadeira revolução. No entanto, o que temos constatado é que existe uma realidade bastante dispare entre as escolas brasileiras. Existem aquelas que por estarem situadas em regiões longínquas e de difícil acesso ainda não contam nem mesmo com a luz elétrica. Um verdadeiro abismo tecnológico no inicio do século XXI.
Nas escolas dotadas de infra-estrutura como os laboratórios de informática, conexão à internet, projetores, etc. é possível observar que nem todos os professores “sabem” usar estes recursos e, por isso, preferem não introduzi-los em sua prática de salas de aulas.
Mesmo assim, novas possibilidades se apresentam e temos que nos inserir neste contexto para não deixarmos nossos alunos “fora” dessa nova “era digital”.
É importante salientar que os professores que fazem uso destes recursos, alguns de foram equivocada, tem possibilitado novas maneiras de organização do processo ensino aprendizagem, onde o aluno tem que ser “sempre” aquele indivíduo que precisa buscar e analisar as informações que vão solidificar seus conhecimentos, para assim aplica-los de forma consciente.
A escola tem que ser um local privilegiado para se discutir de forma crítica o uso destas novas mídias, pois com tanta informação disponível a escola precisa estar orientando seus alunos para que os mesmos saibam “filtrar” estas informações e usá-las de forma correta.
Para começar, nas escolas onde temos laboratórios de informática com Internet é preciso fazer com que esses laboratórios sejam utilizados pedagogicamente e não como um cyber, como geralmente ocorre. Outra consideração estar no fato de que a própria escola pode estar oferecendo oportunidades, através de oficinas, palestras, etc. para que seus professores estejam se preparando pra esta nova conjuntura educacional.
Estar disposto a “encarar” esta nova realidade é ponto primordial para nós professores, pois somos o principal pontos de apoio nos usos destas novas tecnologias, cabendo-nos dar a elas o uso pedagógico eficaz, e assim , fazer da escola um lugar de formação crítica por excelência.

Analisando a mudança

A sociedade tem vivido intensas transformações nas últimas décadas e em muitos aspectos essas mudanças têm trazido pontos positivos, mas também temos tido pontos negativos, especialmente para a conjuntura educacional que historicamente é um setor que apresenta grande resistência frente as mudança que ocorrem.
Quando se analisa a evolução tecnológica e a sua aplicabilidade na educação percebemos que ainda estamos “séculos” atrasados e, conseqüentemente, temos dificuldades em tornar a escola um lugar que seja atrativo para os educandos.
Não raro, encontramos professores que não conhecem termos ligados a informática como hiperlink, hipertexto, blog, etc. sem falar daqueles que ainda não se alfabetizaram digitalmente. Isso só para falar da informática.
Em alguns casos encontramos alunos que conhecem mais de alguns recursos do que os professores.
Claro que todo instrumento tem que ter seu uso pedagógico analisado e acima de tudo planejado, para não acabarmos colocando apenas mais um “objeto” em nossas salas de aula.
Além do mais, num mundo que muda constantemente e de forma tão rápida não podemos nos preocupar apenas com o “futuro” de nossos alunos. A escola tem que, sobretudo, estar antenada com o presente, fazendo dela um espaço que seja capaz de dar respostas para o mundo de hoje, pois não sabemos ao certo qual “mundo” este aluno irá encontrar daqui a 10 anos, por exemplo.
Claro que não devemos deixar de termos uma visão de futuro, mas com mudanças tão rápidas, cabe-nos, enquanto educadores/formadores possibilitar uma educação com qualidade e voltada para a educação nos dias de hoje.